sábado, 2 de janeiro de 2016

A Salve Rainha explicada

PREGADOR: Pe. Paulo Ricardo
TRANSCRIÇÃO E ADAPTAÇÃO: Sandro Arquejada
FONTE: Portal Canção Nova

A Igreja começa o ano com nossa Senhora sob a invocação de Santa Maria Mãe de Deus. O título mais importante de Maria. Tudo começa com Nossa Senhora. 

Um único mediador

Jesus é a única escada que une o Céu e a terra, sim é verdade! Só existe um único mediador entre Deus e os seres humanos. Só existe uma pessoa que é verdadeiramente humana e verdadeiramente divina. O abismo que separava o homem de Deus, deixou de existir com Jesus. Jesus é a escada que une o Céu a terra. E eu uso essa comparação da escada porque foi o próprio Jesus quem usou essa comparação.

Quando Ele diz a Natanael: “eu te vi debaixo da figueira”, Natanael se espanta, então Jesus diz ainda “ (Jo 1, 51).

Essa palavra é muito importante, porque se trata de um sonho, o sonho de Jacó em Betel. Ele sonhou que uma escada unia o Céu e a terra e os anjos subiam e desciam. (cf. Gn 28).
E escada é Ele, Jesus. E os anjos sobem e descem sobre Ele.

Mas, Ele entrou nesse mundo por uma porta. E essa porta é Maria.
Deus poderia, poderia trazer seu filho ao mundo de outra forma, Deus é onipotente. No entanto, Ele foi até ela, pedir o seu consentimento, para a salvação entrar no mundo.

Deus quis isso, porque Deus queria que o caminho da salvação fosse o contrário do caminho da perdição. 

Ave e Eva

Como é que aconteceu a salvação e como aconteceu a perdição?
Um dia havia uma mulher. Essa mulher, além de ser mulher era virgem. Essa mulher virgem, é também imaculada estava noiva de um homem. Vamos lá, vamos fazer a lista:
Primeiro – Mulher; segundo – Virgem; terceiro – Imaculada; quarto – Noiva. E, quito – Ela foi visitada por um anjo. Quem é ela? Qual é o nome dessa mulher? E o nome da mulher é Eva.

Eva era uma mulher; segundo, ela era virgem; terceiro. Ela era imaculada – o pecado ainda não tinha entrado no mundo – ; quarto, ela era noiva de Adão; e quinto, o nome do anjo é Satanás. Essa mulher virgem, imaculada, desobedeceu, e com a sua desobediência entrou no mundo a perdição, o pecado, a nossa condenação ao inferno.

Muitos séculos depois havia outra Mulher que era Virgem, Imaculada, Noiva, e foi visitada por Gabriel. Era Maria. E a salvação entrou no mundo. Então que belo é entrar com ela, pela porta de 2016, por onde a salvação entrou em nossa vida. Abra a porta com Maria, para que em sua vida entre a salvação.

Você pode me dizer o seguinte: “Padre, a situação está feia. O senhor não sabe a tragédia que é a situação que nós estamos vivendo”. Pergunto: Quem aqui tem, na sua família, portanto próximo, quem tem em sua casa, uma pessoa que está desempregada, procurando emprego? Muita gente!
Uma palavra de esperança

Nós seguimos “apertando o cinto”. 2015 foi difícil e 2016 ninguém sabe, mas pelos prognósticos não será muito bom.

Então, gostaria de te dar uma palavra de esperança. Preparando essa pregação, me veio a oração da Salve Rainha. Por três razões. Primeira: dia 1º de Janeiro – é o dia dela, dia de Maria Mãe de Deus. Segundo: Na Salve Rainha, ela é chamada de Mãe da Misericórdia, e nesse ano de 2016 viveremos o Ano da Misericórdia. Terceiro: dizemos na oração, que Nossa Senhora é nossa esperança, “nossa esperança, salve”.

Se a situação está ruim, poderia estar muito pior. Se você acha que não é porque você não tem imaginação.

A situação que era vivida pelo monge, que escreveu essa oração da Salve Rainha, Hermannus Contractus. Traduzindo para o português: Hermano o aleijado. Ela era chamado assim, porque de fato ele tinha uma deformação congênita. Ele não caminhava, não conseguia escrever direito e apesar disso ele foi aceito numa abadia.

E ele foi monge, e o que é mais admirável, um homem genial. Ele foi um gênio.
Tinha dificuldade de escrever e de se comunicar, mas tinha um conhecimento científico magnífico. Era também um homem de grandes virtudes e tinha uma devoção tamanha a Nossa Senhora.

Naquela época a Europa estava sendo invadida pelos Vikings. Estes arrombavam as cidades, roubavam, mas ainda, torturavam as pessoas e torturavam com requintes de crueldade. Não estamos sendo invadidos, nem você está atrofiado, numa cadeira de rodas.

Salve Rainha

E Hermannus Contractus, chama Nossa Senhora por “Salve Rainha”.
Alguns perguntaram: “mas, como ele chama Maria de Rainha? A Bíblia não chama Maria de rainha”.Se você não conhece a bíblia, no Antigo Testamento, a mãe do rei, na dinastia de Davi, era a rainha.

Davi tinha muitos filhos, quando Davi morreu e Salomão assumiu o trono, a Bíblia descreve como que Salomão sendo rei, depois que ele se senta no trono, entra a sua mãe. Ele se levanta do trono (coisa que um rei não fazia, a pessoa que tinha que vir até o rei no trono.). Salomão se levanta e vai até ela, manda buscar um trono e senta a mãe no trono, e Salomão se inclina diante da Rainha.

E porque a rainha não era a mulher de Salomão? Por uma razão muito simples. O rei tinha muitas mulheres, mas, mãe, ele só tinha uma. Na linhagem de Davi, a qual pertence Jesus, a tribo de Judá, havia a tradição de que a Rainha era a Rainha mãe. Não a esposa, mas a mãe.

Faça uma pesquisa da genealogia, dos reis do norte, ninguém falará da mãe. Já quando você pesquisar os reis do sul, região de Davi, sempre mencionam a mãe porque na linhagem de Davi o rei era coroado, mas a rainha mãe, também era coroada.

Da descendência da Mulher ou da serpente

Quando o anjo anunciou a Maria, “o filho que nascerá de ti, irá se sentar no trono de seu pai Davi”, ela sabia perfeitamente, que seu filho iria se sentar no trono de seu pai Davi, e sabia também que ela seria a rainha mãe.

Apesar de saber disso, ela se inclina e diz “eis aqui a escrava do Senhor”. Ela pediu para ser escrava. Sabia que seria humilhada e escondida nesta vida. No Magnificat ela diz. Agora “O Senhor olhou para a humildade de sua serva”, mas depois “eu serei chamada de bem aventurada por todas as gerações”.

No livro do Apocalipse, se cumpre, “uma mulher vestida de sol (…) e na cabeça uma coroa”, a mulher que usa coroa chama-se rainha. E ela deu a luz a um filho, e seu filho irá governar as nações com cetro de ferro.

Ela vai para o deserto com os seus filhos, travar uma luta contra o diabo. Quem é filho de Nossa Senhora, diga amém!

Nossos irmãos separados dizem: “Ah, Jesus tratava Maria como uma mulher qualquer, chama-a de mulher, como uma qualquer”. Nada disso! Ela é a mulher, a mulher que foi prevista e escolhida por Deus, desde o livro do Gênesis.

Quando o pecado entrou no mundo, Deus disse a serpente: “Colocarei inimizade entre ti e a mulher”, no Apocalipse aparece essa inimizade, a mulher e a antiga serpente estão ali de novo, combatendo.

Então você tem que escolher de quem você é filho. Não há outra opção. Ou você é descendente da mulher ou da serpente.

Quando Jesus na cruz diz : “eis ai o teu filho”, Ele está fazendo com que ela seja a nossa mãe.
Mãe de Misericórdia
A Mãe da Misericórdia, e o que é a Misericórdia? Alguém que tem mais, dar para quem tem menos. Eu só posso ter misericórdia de quem está abaixo de mim. Quando Deus ama o ser humano é um tipo de misericórdia. Ele se abaixa.

Maria é Mãe de Misericórdia porque ela tem algo que não temos. Quando a graça de Deus trabalha em nosso coração e nos leva até o céu ela se torna glória. Maria enquanto estava aqui na terra é cheia de graça, mas lá no céu ela é cheia de glória. Maria, se reclina sobre nós cheia de glória.

É próprio da mãe se rebaixar por amor aos seus filhos. Uma mãe quando se reclina no berço ama seu filho. Maria poderia ficar lá no Céu, com nojo dos nossos pecados, mas ela como mãe não sente horror dos nossos pecados. Ela se sente seduzida por nossa miséria.

O monge Hermano, que escreveu a Salve Rainha podia ser deformado fisicamente, mas não espiritualmente.

Se você passa necessidade financeira, saiba que a sagrada família passou muito mais. A casa, de Nazaré era uma pequena casa, de três paredes encostada em uma gruta. Sem luz elétrica, água corrente, sem esgoto. Não tinha o luxo de TV, não tinha geladeira.

Por mais que você esteja endividado lembre-se da pobreza de Nazaré.
Amar a pobreza

O papa Francisco diz que temos que ajudar os pobres e amar a pobreza. Nosso país está cada vez mais materialista. Está na hora de começarmos a viver verdadeiramente o estilo da família de Nazaré, com o desprendimento e a generosidade.

Quando eu era padre, jovem, alguns meses de padre, fui a Cuiabá celebrar minha primeira Missa com minha família. E estava tendo em Cuiabá uma enchente, e fui visitar as vítimas da enchente com os Vicentinos. Eles faziam um cadastro das famílias e íamos entregar cestas básicas. Cheguei a uma casa de uma senhora, que tinha um cômodo só, de chão batido, paredes de tábua, fogão a lenha, era um cômodo só.

Quando essa senhora me viu disse: “Padre, que bom que o senhor veio me visitar. Eu preciso me confessar”. Eu vou dizer para vocês o que ela confessou. Não vão me dizer que estou revelando a confissão, porque eu não lembro quem era. Já fazem muitos anos. Portanto, se não lembro de quem era, não tem revelação.

Atendi a confissão dela em pé, porque as cadeiras estavam debaixo d´água.
Ela disse: “Quero me confessar, porque eu não ajudei os pobres”.
Eu respondi: “Não entendi”.
E ela explicou: “A minha vizinha não está cadastrada nos Vicentinos, e ela me pediu um pouquinho de arroz, só que eu não dei”.
Veja, ninguém é tão pobre que não tenha nada a dar para alguém mais pobre. Pare de olhar para as suas necessidades, pare de lamber a sua ferida! Como a Virgem Maria, procuremos alguém que não tenha alguma coisa que temos. Viva, encarne a misericórdia!
Vida, doçura esperança, nossa salve

A salve rainha continua dizendo “Vida, doçura esperança, nossa salve”. Como dizemos que ela é vida? Toda mãe é vida. Deus escolheu Maria para gerar Jesus em nossos corações. Quando você se torna batizado, você se torna filho de Deus pela escada que é Jesus, mas ela foi quem gerou Jesus”.

“Doçura”. Estamos acostumados numa sociedade que tem doces facilmente. Nós estamos saturados de açúcar, mas na idade média, quando essa oração foi composta não era assim.
O doce, nos elementos da natureza, é algo muito raro. Ou você pega uma fruta muito doce, o que não é tão fácil, as vezes é azeda. Você experimentar um alimento doce é um alívio. Maria é esse alívio!

“Esperança”, na parte em que diz: “A vós bradamos degradados filhos de Eva”.
Degredado é exilado. Perdemos a felicidade humana com o pecado de Adão e Eva. Mas, Deus nos diz: “Vou dar minha felicidade do Céu a vocês!”.

Você não é feliz, se você não está feliz aqui nesta terra? Bem vindo a vida real. É assim mesmo. Não fomos feitos para ser felizes aqui. Porque Adão e Eva jogaram fora a felicidade. Todas as vezes que procuramos uma felicidade aqui, transformamos essa felicidade em ídolo.
Para ser de Deus, temos que ser ateus

Se você quer ser de Deus, quer ter fé, você precisa ser profundamente ateu. Ateu ao deus do dinheiro. Pare de se iludir que o dinheiro traz felicidade. Estatisticamente falando, o maior número de suicídios estão nos países ricos.

Ateu do deus do sexo. Se sexo trouxesse felicidade o Brasil seria o país mais feliz do mundo. Por pesquisa da Unesco sabemos que os jovens brasileiros perdem a virgindade muito antes dos jovens dos outros países. O sexo desregrado só causa infelicidade.

Agora vamos pegar as idolatrias aparentemente honestas. A sua família não vai trazer felicidade a você. Tem gente que acha que a família é motivo de felicidade. A sua mulher não vai trazer felicidade a você. O seu marido não vai fazer você feliz minha senhora. Seus filhos não vão te fazer feliz. O nosso coração é grande demais para sermos felizes neste mundo.

Só é possível esperar em Deus, quem desesperou de si mesmo e dos bens deste mundo. Coloque a sua esperança em Deus. Nós somos degredados filhos de Eva, “chorando neste vale de lágrimas”.

Inauguramos nossa entrada neste mundo com um choro, e concluímos com o choro.
Este mundo tem alguma alegria? Claro que tem! Mas, essas alegrias são promessas do Céu. É como um tira gosto.

A felicidade vai vir, mas vai vir lá no céu. Jesus quando quis nos dar a esperança, Ele nos ensinou a rezar o Pai Nosso. “venha a nós o vosso reino”.

Mas, esperamos a salvação eterna? Qual foi a última vez que você rezou pedindo a sua salvação e a salvação dos seus? Qual é a sua esperança? Eduque seus filhos para o céu.
Nossa advogada

“Eia pois advogada nossa, que vossos olhos a nós volvei”

Que Maria, olhe para nós. Como uma criança que chora no berço, e a mãe volta seu olhar para o filho. Não queira esconder a sua vida de Maria. Deixe ela olhá-lo.

“E depois deste desterro”. Outra palavra que significado exílio, “mostrai-nos Jesus”. Ela irá nos mostrar a felicidade. “Óh, clemente, ó piedosa”. A clemencia é a virtude que modera o castigo. Tem que haver limites para o filho. E quando ele “pisa na bola” a gente tem que dar um castigo. E castigamos porque não amamos? Não! Mas, já pensou se o castigo for exagerado?

A clemência é a virtude de quem castiga moderadamente.

“Rogai por nós, Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo, Amém!”

2 comentários:

  1. Maravilhosa pregação!!!
    Deus o abençoe sempre!!!
    Senhor, obrigada por ser Católica!!!

    ResponderExcluir
  2. Maravilhosa pregação!!!
    Deus o abençoe sempre!!!
    Senhor, obrigada por ser Católica!!!

    ResponderExcluir

Obrigado suas opniões são muito importantes para nós!